Dr. Dennis Garrity do Centro Mundial de Agrossilvicultura
Ligar som / Desligar som

Colaboração do World Agroforestry Center e do Kenya Forestry Research Institute

Introdução à transcrição do vídeo do Dr Dennis Garrity

Dr Garrity fala sobre a colaboração entre o Centro Mundial de Agrossilvicultura, o Instituto de Pesquisas Florestais do Quênia e a Better Globe Forestry Ltd para reduzir a pobreza no Quênia ajudando agricultores a recebrem uma renda através do plantio de árvores em sequeiros. Mais informações sobre o Dr Dennis Garrity podem ser encontradas em World Resource Institute e em United Nations Convention to Combat Desertification.

Apresentação do Dr Dennis Garrity 00:29

“Meu nome é Dennis Garrity e sou o Diretor Geral do Centro Mundial de Agrossilvicultura aqui em Nairobi, Quênia. O centro é o líder mundial em pesquisa e desenvolvimento sobre a contribuição das árvores ao sistema agrário.”

“Nos últimos anos eu também tenho servido como Embaixador dos Sequeiros na Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação. E tenho mantido um perfil dos problemas e soluções que são tão necessárias para realmente, melhorar as vidas e sustento das pessoas ao redor do mundo nos sequeiros do planeta.”

Revista Miti Magazine 01:17

“A informação é uma das restrições mais críticas para os milhares de agricultores que vivem em terras secas e para os agentes de desenvolvimento dos extensionistas que também estão tentando ajudá-los a ajustar seus sistemas e a desenvolver novas práticas para melhorar sua renda.”

“E a revista chamada Miti, que significa árvore em Swahili, tem se tornado o maior veículo, de fato, a mais apreciada e respeitada ferramenta de comunicação para: distribuição de informações de todos os tipos a respeito de agrossilvicultura em terras secas, a produção de árvores e plantações, e aprimoramento ambiental também.”

“Eu tenho ficado muito muito impressionado com a qualidade da Revista Miti e com os artigos e com as características que ela apresenta. Ela está se tornando realmente bem conhecida por toda a região agora. Apesar dela ter começado no Quênia, existem agora muitos assinantes de Uganda e outros países, que estão interessados em árvores para sistemas de produção em terras secas.”

“Nós do World Agroforestry Center que somos muito preocupados com a qualidade e quantidade de informações que os agricultores e especialistas em desenvolvimento recebem, achamos a Revista Miti Magazine uma ferramenta especial. E nós também trabalhamos junto com os editores da Miti para publicar novas informações através dos artigos e recursos que eles publicam a cada mês. Então nós realmente gostamos muito daquela Revista e de sua presença no sistema.”

Better Globe Forestry Ltd. 03:04

“De fato, a empresa Better Globe Forestry, e suas operações aqui no Quênia, tem aberto uma nova visão para a forma com que empresas do setor privado podem contribuir para o desenvolvimento nos sequeiros.”

“Nós precisamos de muito mais desse tipo de investimentos onde as empresas podem, de fato, colaborar com os agricultores mais pobres do país, atender em conjunto aos interesses mútuos na produção de mais árvores, e na construção de indústrias baseadas na madeira produzida como vigas e como uma matéria-prima, para móveis e outros bens de alta qualidade.”

Árvores Mukau para os sequeiros 03:51

“Um exemplo de uma espécie de árvore que, de fato, o Grupo Better Globe Forestry foi pioneiro é o Mukau, ou Melia volkensii, que tem sido uma espécie de grande interesse aos nossos cientistas aqui do World Agroforestry Center porque ela é uma espécie de árvore indígena aqui no Quênia.”

“Presente em todos os sequeiros, e ainda tem recebido tão pouca atenção. O potencial de desenvolvimento deste país, como uma indústria, é enorme. Nossos amigos do Kenya Forest Research Institute também têm trabalhado com a Better Globe Forestry e com nossos cientistas do World Agroforestry Center. Porque nós temos uma visão conjunta realmente, de que no futuro a quantidade de Mukau produzido pelos agricultores, irá crescer para milhares e dezenas de milhares de produtores conforme as pessoas começam a apreciar a rentabilidade da espécie.”

“Agora você pergunta 'por que o Mukau é particularmente especial?' E isso é porque ele é único no fato de ser uma espécie para sequeiros muito adaptada às condições de ambientes secos e ao solo pobre. E ainda, é de uma qualidade que é comparável ao melhor mogno, que é a madeira padrão dos móveis de alta qualidade produzidos de florestas da África.”

Redução da pobreza e do desmatamento 05:35

“De fato, aqui nos arredores do Quênia, toda a madeira do tipo mogno de alta qualidade agora é importada da Bacia do Congo, onde o desmatamento é excessivo. E aquelas toras, aquelas toras grandes, estão sendo transportadas para o Quênia em caminhões pesados todos os dias, esvaziando as florestas da Bacia do Congo no processo.”

“Agora o que a Better Globe Forestry entendeu, foi que essa espécie Mukau poderia ser produzida como uma alternativa ao mogno do Congo. E, no processo, criar toda uma indústria de produção, corte, processamento e o desenvolvimento de madeira de alta qualidade e bens móveis, que poderia, eventualmente, ser a maior indústra para exportação do Quênia. Todos concordamos que essa é a visão. E isso poderia ser um enorme benefício para o crescimento econômico em sequeiros se pudermos realmente concretizar essa visão.”

Apoio aos agricultores pobres e ao crescimento econômico do Quênia 06:43

“E eu diria que a Better Globe Forestry tem sido o principal veículo para, de fato, desenvolver tanto o interesse pela espécie quanto pelos modelos de investimento. Que podem possibilitar a milhares de agricultores a terem crédito, a terem suporte técnico, a terem as sementes e mudas da espécie de árvore, que eles possam plantar em suas fazendas, fazer a gestão ou de lotes de madeira, ou árvores como consorciados com suas espécies anuais de cultivo como o milho. E produzir os bens e rendimentos que podem permitir-lhes escapar da pobreza extrema.”

“Acho que essa é uma das grandes notícias da agrossilvicultura no Quênia. E temos a expectativa de continuar trabalhando com a Better Globe Forestry pelos próximos anos. Pois vemos o potencial de crescimento para o desenvolvimento do Mukau como uma indústria importante contribuindo para o crescimento econômico do Quênia.”


Ajude agricultores quenianos a saírem da pobreza com árvores Mukau